Home / Contos / BiLatinMen – Art & Y – Descobri que cu de bêbado não tem dono Mesmo

BiLatinMen – Art & Y – Descobri que cu de bêbado não tem dono Mesmo

Bom galera, tenho um relato bem embaraçoso pra contar para vocês, não é um relato longo mas é uma história que eu queria desabafar com detalhes para os leitores aqui do site.

Resolvi que meu nome fictício vai ser Art, mas o resto do que eu falar vai ser tudo verdade e posso dizer que tudo começou agora nesse carnaval, ou seja, fazem poucos dias que aconteceu e tô bem perdido!

Baixar Vídeo 72MB

Eu namoro uma menina linda que estuda comigo na faculdade tem 1 ano, sempre curti mulher e nunca me imaginei ficando com um homem, nem beijando e muito menos transando, eu sempre fui sem preconceitos mas “viadagem” comigo não.

Minha namorada e meus amigos de faculdade estavam organizando uma viagem para Salvador, mas os pais da minha namorada embaçaram e ela teve que ficar em São Paulo mesmo para ir para o litoral com a família.

Fiquei triste por ela não ir mas tava tão animado de ir pela primeira vez para o carnaval de Salvador, que nem pensei muito nisso e no dia marcado a galera de direito foi toda para o aeroporto e embarcamos em 15 pessoas e foi só zoação a viagem inteira.

Aí é que entra a parte importante! Tenho um amigo de faculdade chamado Lucas, que também é um nome falso, e nós sempre fomos muito próximos, posso dizer que sempre considerei esse cara o meu melhor amigo desde que comecei no curso a 3 anos.

O Lucas é o tipo de cara bem masculino, viciado em academia, do tipo de cara que toda mulher dá o maior mole e ele aproveitava bem isso porque depois do fim de semana ele sempre tinha uma história de alguma gata que ele tinha comido.

Então até aí tudo beleza, ficamos em apartamentos duplos e eu dividi meu quarto com o Lucas e a gente levava bebida toda noite, fazia um esquenta e ia para o carnaval e logo no primeiro dia de festa a gente pegou umas gatinhas e marcamos de leva-las para o nosso hotel.

Chegando lá conversamos um pouco com elas, as duas eram amigas a anos e bem safadas, nunca tinha trepado no mesmo ambiente que ninguém, mas eu tava tão de porre e o Lucas também, que a gente comeu as gatinhas ali mesmo, na mesma cama.

Peguei a loirinha e comecei a bombar naquela buceta gostosa e o Lucas comendo a outra urrando feito um macho no cio e aquele urro me excitava e ao mesmo tempo me dava vergonha, já que nunca tinha sentido nada por homem, mas continuei comendo não demorei a gozar e fiquei ali beijando a gostosa.

O Lucas gozou com a dele e foi uma delícia ver a cara de prazer que ele fez, mas eu mais uma vez ignorei, porém fomos tomar banho com as gatas, comemos elas mais uma vez e depois elas pegaram um táxi pra ir embora e eu dormi ali na cama com o Lucas.

No dia seguinte não falamos nada do ocorrido e notei que ele tava sem graça por ter trepado na minha frente, cara a gente tava muito bêbado mesmo, mas deixei pra lá.

Quando foi a noite o Lucas disse que tava cansadão e não iria aquela noite para o carnaval, que ia ficar bebendo no hotel e eu resolvi ficar com ele pra não deixar meu brother sozinho.

Bebemos pra caralho, ele tocou no assunto das gatas que a gente comeu e comentou que eu mando bem na cama e que até que eu tenho um rabo bonito, se ele fosse gay ele me comeria, me deixando totalmente sem graça com esse comentário.

Passamos horas bebendo, eu já não tava aguentando mais e o Lucas também, então fomos para o quarto e eu cai na cama completamente morto de tão embriagado e meu amigo deitou ao meu lado, até aí de boa, mas notei ele me olhando de um jeito estranho e aquilo me arrepiou todinho, quase minha pica fica dura mas disse a ele que tava com sono e iria dormir.

Tomei um susto ao acordar com o cuzinho doendo

De madrugada foi onde tomei o maior susto porque acordei sentindo uma dor absurda e senti o Lucas em cima de mim, meu short abaixado e ele forçando a entrada daquela pica no meu cuzinho, que por sinal tava todo lambuzado de lubrificante.

Eu tava tão de porre que acho que só acordei por causa da dor, e mesmo assim sem muitas forças, mesmo sentindo dor, eu fingi que continuava dormindo e deixei rolar, no outro dia era só fingir que nada aconteceu.

O Lucas me posicionou de costas, deu uma empinadinha no meu rabo e começou a esfregar a cabeça da pica na entradinha e eu já tava desesperado com um misto de medo e de tesão.

Ele então desistiu por hora de comer meu cu, tava bem difícil de entrar e colocou o pau na minha cara, começou a esfregar na minha boca como uma mulher passando um batom, depois bateu punheta bem na minha cara e fiquei louco pra cair de boca naquele pauzão.

Ele conseguiu enfiar na minha boca, não aguentei e comecei a chupar devagar como se tivesse sonolento, sem saber o que fazia, aí nessa hora senti ele soltar um urro de prazer e continuei mamando aquela pica.

Depois de tanto chupar ele foi pra o meu cu de novo, encheu de lubrificante, acho que ele botou mais da metade da bisnaga rs e veio colocando a cabecinha, eu apertei o travesseiro, afundei minha cabeça e me controlei para não gritar enquanto aquele cara enfiava fundo no meu cu, me fazendo ser a putinha dele.

Senti uma vergonha tão grande de ter gostado daquilo, passou mil coisas pela minha cabeça mas naquele momento eu só queria dar o cu e ele depois me botou de frango assado e continuou me fodendo, mas me fodeu de um jeito que eu acho que fiquei mais de 1 semana sem sentar direito.

Depois disso tudo ele ainda gozou no meu cu, já que me comeu sem camisinha e depois deitou do meu lado, virou e dormiu, me deixando bem sem graça e no dia seguinte fomos curtir o carnaval com a galera e ele falando comigo como se nada tivesse acontecido, me tratando como o amigo de sempre como se a gente não tivesse trepado.

Bom, como falei, já tem uns dias que isso aconteceu, a gente ainda se fala na faculdade como sempre mas nada desse assunto e o pior que adorei essa experiência e tô super afim de dar de novo pra o meu amigo!

About Marcelo Costa

Sou apaixonado por conteúdo adulto, vídeos, fotos, contos e tudo mais.
Mas gosto de um conteúdo que só de ver uma foto o tesão sobe loucamente. E por isso participo da equipe desse Blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anal porno anal porn HD videos Pornô deutsch porno anal porn